Releases

A Gravidez em casais homoafetivos

Cada vez mais casais homoafetivos procuram clínicas de reprodução humana para terem os seus filhos. Essa busca, que já não é fácil para os casais heterossexuais, é muito mais desgastante para os homoafetivos, pois além de encararem as dificuldades comuns e já esperadas do tratamento, enfrentam o preconceito. A sensação discriminatória pode ser sutil ou evidente. Veja mais

Infertilidade masculina. O problema também pode ser deles

Desde o passado mais distante sempre coube à mulher a responsabilidade pela concepção, ela devia receber a semente do homem e procriar. Por isso, a pressão da sociedade era maior em relação à esposa do que ao marido. Quando o casal não conseguia ter filhos a mulher era sempre responsabilizada pelo problema. A infertilidade era vista como um defeito biológico que levava ainda mais as mulheres a alimentarem o sentimento de inferioridade e de culpa, consideradas vítimas da repreensão divina que determinava que elas não fossem merecedoras da benção da procriação. Veja mais

Sindrome dos Ovários Policísticos, um mal que prejudica a saúde feminina

“Estima-se que este mal atinge no mundo cerca de 100 milhões de mulheres. No Brasil, segundo o último senso do IBGE de 2000 foi detectado que podem existir 2,5 milhões de mulheres com esta síndrome, cerca de 800 mil mulheres no estado de São Paulo, 300 mil no estado do Rio de Janeiro, 180 mil no estado do Paraná e 400 mil no estado de Minas Gerais.” Veja mais

A perda da fertilidade no decorres da idade

O número de homens e mulheres que desejam ter filhos em uma idade mais avançada vêm aumentando nos últimos anos. Os motivos para isto acontecer são diversos. A intensa vida profissional da mulher visando o sucesso de sua carreira, a estabilidade financeira do casal ou o tardio desejo de ter filhos. Consequentemente, com isso, aumenta o interesse pelo efeito do envelhecimento na capacidade de ter filhos. Veja mais

Mulheres solteiras e os tratamentos da Reprodução Assistida

Embora a maior parte das mulheres que procura os tratamentos de infertilidade seja casada, nos últimos anos, vem aumentando o número de mulheres solteiras que desejam ter filhos. Nestes casos, a única maneira de ficarem grávidas, será por meio do banco de esperma. Muitas ainda tentam procurar a ajuda de um amigo solidário que se proponha a doar seu sêmen para uma inseminação com o compromisso de que ela, a futura mãe, jamais exigirá dele as obrigações e o reconhecimento de um progenitor. Veja mais

04/10 - Médico brasileiro apresenta estudo científico no Canadá

O especialista em infertilidade, Arnaldo Cambiaghi, apresentará um estudo cientifico no próximo congresso da Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva (ASRM) na cidade de Montreal, de 15 a 19 de outubro, o uso da whey protein, que além de proporcionar o desenvolvimento e a definição muscular, também promove uma melhora no sistema imunológico. O médico irá palestrar como convidado, sobre o uso desta proteína na prevenção do hiperestímulo ovariano, complicação que pode acontecer em tratamentos de reprodução humana. “É um grande privilégio poder apresentar nosso trabalho nesse evento, esperamos que seja mais um que contribua para o avanço da medicina reprodutiva e evite esta complicação comum em clínicas de todo o mundo”, finaliza empolgado. Veja mais

22/09 - Gravidez psicologica traz sintomas de uma gestação

Algumas mulheres desejam tanto o benefício da maternidade que, quando o organismo não consegue conceber, a mente prepara todo o corpo para uma gravidez imaginária. Esta síndrome também é conhecida como Pseudogestação ou Pseudociese e acontece com freqüência nos animais de estimação. Querer ser mãe ou o medo inconsciente desta responsabilidade pode acarretar este quadro clínico no ser humano. Veja mais

14/09 - Especialista em infertilidade, dr. Arnaldo Cambiaghi lança dois livros em novembro

No próximo dia 23 de novembro, a editora LaVida Press lança dois livros na área da saúde, "Grávida Feliz, Obstetra Feliz" e "Ser ou Não Ser Fértil", obras do dr. Arnaldo Cambiaghi, especialista em infertilidade do Centro de Reprodução Humana do IPGO - Instituto Paulista de Ginecologia e Obstetrícia. O evento acontecerá às 19hs na livraria Saraiva do Shopping Iguatemi em São Paulo. A renda obtida pela editora, na noite de autógrafos, será revertida para a Fundação Dorina Nowill para Cegos. Veja mais

12/09 - Livro inédito para gestantes com deficiência visual busca ajuda

A Fundação Dorina Nowill para Cegos e o médico Arnaldo Cambiaghi criaram um projeto inovador na área da saúde, o primeiro livro para gestantes em braille. Para sua concretização buscam a ajuda da população e de empresas para arrecadar 130 mil reais. A idéia tem como objetivo principal transcrever 5 mil exemplares da obra Grávida Feliz, Obstetra Feliz, para serem distribuídas gratuitamente em organizações e entidades sociais de todo o território nacional que recebem portadoras de deficiência visual gestantes ou com futuras pretensões. Veja mais

29/08 - Seleção genética do “melhor bebê” ajuda nos tratamentos de infertilidade e pode evitar abortamentos repetitivos

Atualmente já é possível realizar a seleção genética do embrião quando realizado tratamento de infertilidade. Segundo o dr. Arnaldo Cambiaghi, especialista em infertilidade do Centro de Reprodução Humana do IPGO - Instituto Paulista de Ginecologia e Obstetrícia este ainda é um trabalho pouco realizado. “Infelizmente, no Brasil, esta análise só permite a avaliação de cinco cromossomos que caracterizam as anomalias mais freqüentes como as Síndromes de Down, de Patau e de Edwards. Em muitos países, podem ser analisados até nove cromossomos”, finaliza. Veja mais

Copyright 2009 LaVidapress Todos os Direitos Reservados